Buscar:   em:   

*Utilize os campos r cima para buscar notícias, informaçoes sobre pragas, equipamentos, produtos, legislaçao, eventos etc... ou, se preferir, utilize a opçao de "*Pesquisa Avançada".

Anuncie Aqui!

Roedores de Importância Sanitária

As principais espécies de importância sanitária encontradas nos centros urbanos são:

 

Espécie

Características

Camundongo

(Mus musculus)

Camundongo

Mede entre 15 a 19 cm (cabeça+corpo+cauda)

Olhos pequenos, orelhas grandes, focinho pontiagudo

Cauda geralmente do tamanho do corpo

Habita mais próximo ao homem (longe dos predadores)

Neófilo (curioso, gosta de novidades)

Pode produzir entre 42 a 60 filhotes por ano

Rato preto ou

rato de telhado

(Rattus Rattus)

Rato de telhado

Mede entre 25 a 45 cm (cabeça+corpo+cauda)

Olhos e orelhas grandes e proeminentes, focinho comprido

Cauda mais comprida do que o corpo

Costuma habitar locais mais altos

Neófobo (desconfiado, evita novidades)

Está perfeitamente adaptado para escalar e se equilibrar

Ratazana ou

rato de esgoto

(Rattus norvegicus)

Ratazana

Mede entre 25 a 50 cm (cabeça+corpo+cauda)

Olhos e orelhos pequenos, focinho achatado

Cauda mais curta que o resto do corpo

Costuma habitar locais baixos

Neófobo (desconfiado, evita novidades)

Comportamento agressivo e dominante

 

Como distinguir a espécie que está infestando algum local?

 

Basicamente pode-se distinguir as diferentes espécies por suas fezes, embora sempre se corra o risco de confusão de fezes de roedores com as de morcegos e lagartixas, e até mesmo as de uma ratazana jovem com as de um rato de telhado adulto. As fezes ajudam a identificar a espécie, mas se você estiver bastante familiarizado com as diferenças. O mais certo que as fezes podem lhe oferecer é a certeza de que algum roedor deve estar transitando no local e se as fezes estiverem um pouco moles, que o roedor passou por ali recentemente. Se as fezes forem duras e ressecadas, indica que foram feitas há mais tempo no local.

 

Outra forma de diferenciar as espécies é pela localização dos ninhos, embora em determinadas circustâncias podemos ter ratos de telhado infestando áreas baixas, por exemplo, o que significa que isso por si só não é um bom indicativo da espécie. Na verdade, um dos melhores meios de identificar a espécie é se for possível avistar algum exemplar circulando pelas áreas infestadas.

 

Porque os hábitos e biologia são importantes para o controle?

 

Um dos exemplos mais claros da importância de se conhecer os hábitos dos roedores é a partir do momento em que se sabe que ratos em geral possuem uma visão muito fraca, tendo todos os outros sentidos muito aguçados. Por enxergar mal e apenas em tons de cinza, os roedores se deslocam sempre que possível encostados em superfícies rígidas (ex.: paredes, muros, móveis, etc.), evitando cruzar pelo meio de áreas abertas. Com isso ele consegue se guiar melhor e se sentir mais protegido de predadores. A partir do momento que se sabe isso, sabe-se também que pouco adianta colocar o veneno para ratos no meio de algum local, e sim, rente a paredes e outras superfícies pelas quais o roedor esteja passando.

 

Como saber se ele está passando pelo local?

 

Um dos sinais são as próprias fezes das quais já falamos. Os ratos costumam defecar enquanto caminham ou se alimentam, além de urinar também em algumas dessas ocasiões. Além das fezes, também pode-se identificar locais em que o rato costuma transitar procurando manchas escuras, que aderem às superfícies quando ele se desloca encostado nestas. Roeduras também são sinais da presença de roedores.

 

Que tipo de veneno é o mais indicado?

 

Existem algumas diferentes formulações. Uma delas, a mais tradicional, é a isca peletizada. Outra, é o bloco, que geralmente é parafinado e resiste melhor em áreas úmidas. Além destas, vêm surgindo no mercado nos últimos anos, diversos tipos de sementes com ingrediente ativo de raticida. E embora não seja uma isca, também existe e é bastante utilizado o pó de contato. Alguns tipos de iscas frescas tem sido oferecidas também no mercado.

É importante lembrar que nem só de controle químico vive uma empresa de controle de pragas. Isso quer dizer que você pode usar também armadilhas (ex.: armadilhas de cola, gaiolas, etc.) e pode adotar outras medidas físicas que impeçam o acesso de roedores ao local (deixar lixo sempre tampado, tapar ralos e bueiros, colocar telas em janelas, etc.).